mock up artigo2

Uso de dispositivos móveis: Estatísticas e Factos

O uso de dispositivos móveis entrou definitivamente na vida de quem acede diariamente à internet: projeções indicam que entre 2015 e 2020 o tráfego global de dispositivos móveis cresça mais de 20 vezes.

Em todo o Mundo, os dispositivos móveis representam em média 39% das visualizações das páginas web (dados referentes a 2016), sendo que os Continentes Europeu e Americano registam taxas mais altas que a média (obviamente) , ficando-se nos 78% e 76, respetivamente.

Este advento do uso de dispositivos móveis fez com que o uso de aplicações (apps) também disparasse: as duas lojas de apps mais populares, a Google Play e a App Store da Apple possuem mais de 2,2 Milhões de aplicações disponíveis. Destes 2,2 Milhões de Apps, as líderes de engajamento foram aplicações de comércio electrónico. Quanto ao maior número de utilizadores, as mais populares no Android são o Gmail, o Google Maps e o Youtube, ao passo que no iOS as mais usadas são o Facebook, o Youtube, o Instagram e o Skype.

Mas há um facto incontornável em relação ao número de usuários em todos os dispositivos móveis: as redes sociais. O Facebook, a rede social mais utilizada em todo o Mundo, conta com cerca de 1’6 Biliões de utilizadores diários (dados referentes ao primeiro trimestre de 2016).

O Facebook Messenger, ao contrário do que os seus criadores esperariam, não é a App mais utilizada no que toca a mensagens móveis ( segundo lugar): o Whatsapp é o líder Mundial com cerca de um biliãos de utilizadores diários, seguindo-se aplicações como o Wechat, o QQ Mobile e o Skype.

Outra fatia importante de tráfego em dispositivos móveis diz respeito a visualizações de vídeos: em 2016 os dispositivos móveis representavam 48% das visualizações de vídeo on-line. Cerca de 50% dos utilizadores usaram o dispositivo móvel para ver vídeos de música, vídeos virais partilhados nas Redes Sociais, Trailers de filmes e Tutoriais.

Por fim, deixamos os números mais importantes: o Comércio Eletrónico está a crescer muito e a sua receita global de deverá aumentar de uma estimativa de pouco mais de 170 bilhões de dólares em 2016 para quase 694 bilhões de dólares em 2019. Dados reais indicam que 50% dos compradores que utilizaram os dispositivos móveis compraram produtos de conveniência, dos quais 46% afirmam optar por este sistema pela comodidade e para economizar tempo. Os líderes mundiais nestes sector de comércio electrónico foram a Amazon, Apple, Jingdong Mall, Google Play e Suning Appliances.

Estes e mais dados encontram-se disponíveis em www.statista.com.